Sem medicamentos em hospital, Suely inaugura reforma de cozinha e banheiro em Caroebe

Na última quarta (3), a governadora Suely Campos foi a Caroebe inaugurar a ampliação da cozinha e dos banheiros da unidade de saúde do Município. Enquanto a cerimônia acontecia, pacientes reclamavam da falta de medicamentos e estrutura para atender a população. Na solenidade estiveram presentes cerca de 100 pessoas, sendo a maioria da caravana do Governo.

Maria de Fátima, moradora do Município, que no mesmo dia havia levado sua filha recém-nascida para uma consulta, conta que apesar da reforma, nenhuma melhora foi feita no hospital em si, e que ainda faltam medicamentos básicos.

“Eu estou até acostumada com isso, não ter medicamento. É comum as pessoas chegarem aqui e não ter remédio nem estrutura pra atender. Não tiveram nem condições de fazer o meu parto, que foi normal. Pra isso me mandaram para Rorainópolis e depois pra Boa Vista, porque aqui não tinha como fazerem”, conta Maria.

A governadora, Suely Campos, presente na ocasião, quando questionada sobre a falta de medicamentos, passa a questão de imediato ao Secretário de Saúde, Ricardo de Queiroz, evitando a pergunta.

Diante da situação apresentada, o Secretário se Saúde respondeu que haviam sim medicamentos no estoque do Governo e que a culpa da falta seria do hospital, que não realizou o pedido pelos suprimentos. Quando questionado sobre a recorrência do problema, Queiroz voltou a afirmar que a situação não acontece e que o Governo tem, sim, fornecido medicamentos.

A reportagem do Jornal Roraisul foi até a farmácia do Hospital, onde foi atendida pela mesma auxiliar que havia atendido Maria de Fátima mais cedo. A mesma, afirmou que os medicamentos ‘Simeticona em gotas’ e ‘Paracetamol em gotas’, procurados pela moradora mais cedo, não estavam disponíveis no estoque da unidade.

SUELY CAMPOS – Antes da inauguração oficial do novo bloco, como de praxe, a governadora Suely Campos fez seu pronunciamento.

Em seu discurso, falou das ações feitas pelo Governo e sobre como assumiu o Estado com problemas da gestão de José de Anchieta.

Campos afirmou, em relação à inauguração do Hospital das Clínicas, em Boa Vista, que muitos políticos estão tentando tomar o crédito que seria dela, na inauguração do centro de saúde. De acordo com Suely, esses políticos, que dizem ter feito algo pela construção, estariam agindo como pássaros Jacamins, que roubam os filhos dos outros.

Em relação às frequentes quedas de energia no Estado, Suely atribuiu a culpa unicamente ao Senador Romero Jucá. De acordo com ela, Jucá estaria chefiando um boicote contra seu governo.

ROMERO JUCÁ – Em resposta à fala de Suely, a assessoria do senador Romero Jucá enviou ao Roraisul a seguinte nota:

“A energia do Estado de Roraima é de responsabilidade da Eletrobrás e, por se tratar de uma acusação vazia e sem fundamento, o senador não irá se pronunciar”

A REFORMA – A ampliação da cozinha e dos banheiros do hospital custou ao Estado mais de 1 milhão de reais. Enquanto isso, tanto no Município como em Boa Vista, as unidades de saúde não oferecem condições de atendimento básicas à população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *