Substituição de títulos eleitorais em Boa Vista pode ser feita ou nos postos de atendimento ou no Cartório da 1² ZE

A Justiça Eleitoral roraimense continua a substituição dos títulos de eleitores que votam nas escolas localizadas nos bairros ASA BRANCA, BURITIS, CAIMBÉ, CARANÃ, CAUAMÉ, CENTENÁRIO, JÓQUEI CLUBE, TANCREDO NEVES E UNIÃO.

 

Em decorrência do rezoneamento, esses bairros, que englobam 34 locais de votação e 194 seções, passaram da 5ª para a 1ª Zona Eleitoral (ZE), com a consequente alteração na numeração das zonas e seções. Até o dia 10 de dezembro de 2017, 59.883 eleitores da Capital devem receber o novo documento nos locais onde votam, sempre nos finais de semana.

 

De acordo com o calendário elaborado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), no dia 25 de novembro, sábado, os eleitores que votam nas escolas Professor Carlos Casadio (Cinturão Verde), Antônio Carlos da Silva Natalino (Jóquei Clube) e Maria Nilce Macedo Brandão (Cauamé) devem comparecer aos seus respectivos locais de votação, das 9 às 18 horas, para pegar o novo título. No domingo, 26, as equipes da Justiça Eleitoral estarão nas escolas Jaceguai Reis Cunha (Asa Branca), Pequeno Príncipe (Caranã) e Pedro Elias de Albuquerque Pereira (Jóquei Clube), no mesmo horário.

 

Os eleitores que não puderem comparecer aos postos de atendimento, poderão realizar a troca do título, de segunda a sexta-feira, na sede da 1ª Zona Eleitoral, localizada na Avenida Santos Dumont, nº 760 – São Pedro, no horário de 8h às 15h.

 

O secretário de tecnologia da informação do TRE-RR, Wanderlan Fonseca, esclarece que os locais de votação não serão alterados. Segundo ele, os postos de atendimento aos finais de semana têm por finalidade facilitar o acesso do eleitor, uma vez que são seus próprios locais de votação e a troca é feita de maneira rápida. “O eleitor deverá comparecer para pegar o novo documento, munido de identidade e do título antigo, se tiver. Nas eleições de 2018 o eleitor votará no mesmo local que votava anteriormente. As zonas eleitorais da Capital passaram apenas por uma readequação no quantitativo de eleitores para atender à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)”, destacou Fonseca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *