Servidores de Baliza denunciam perseguição política por Secretária de Educação

Servidores do Município de São João da Baliza denunciaram ao Jornal Roraisul uma suposta perseguição política feita pela Secretária de Educação, Raimunda Noberta Pavão Maia. Entre os pontos apontados na denúncia está o remanejamento indiscriminado de professores para escolas em vicinais, retardação de processos com o objetivo de dificultar a resolução de questões dos servidores  e atraso nos pagamentos.

De acordo com Jessé Pereira Oliveira, servidora do município desde 2004, os problemas começaram quando o prefeito Marcelo Jorge assumiu o comando do executivo municipal. Ela afirma que o prefeito, junto de sua mulher e Secretária de Educação, Raimunda Norberta perseguem aqueles que, durante sua campanha, fizeram oposição.

“Ela está perseguindo todos os servidores efetivos municipais que são contra a má administração do marido dela. Aqueles que não votaram nele e que hoje expõem sua opinião sobre a administração dele nos grupos de WhatsApp, ela está perseguindo”, contou a servidora.
A servidora conta que o cenário de perseguição é tão agravado que a Secretária se recusa a aceitar atestados médicos de servidores doentes, sob a alegação de que os mesmos estariam com “frescura”.

“A secretária de educação é repudiada pela maioria dos servidores pois ela é carrasca, ditadora, desumana, ela não respeita laudos e nem atestados médicos de servidores doentes”.
Jessé também denuncia o atraso nos pagamentos dos servidores da educação e de outras áreas de atuação no Município.

“O pagamento referente ao mês de novembro foi efetuado somente em janeiro. O de dezembro prometeram efetuar no próximo dia 31. Isso na educação. Em relação a outros servidores, existem comissionados que estão de 3 a 5 meses sem receber. Baliza está um caos por causa disso”

O Roraisul tentou entrar em contato com o prefeito Marcelo Jorge para a apuração das denúncias. No entanto, até o fechamento da matéria, nossas ligações caíram na caixa postal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *