Campanha de vacinação contra a gripe seguirá até o dia 22 de junho

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até a próxima sexta-feira, 22. Em Roraima, o Departamento de Vigilância Epidemiológica da CGVS (Coordenadora Geral de Vigilância Sanitária) vai monitorar e dar suporte para que os municípios atinjam a meta da campanha.

“Os munícipios devem atuar fortemente para que a população se proteja contra a gripe, aderindo à essa ação. O Estado está pronto para monitorar e auxiliar naquilo que for necessário para que todos possam ser imunizados”, explicou Luciana Grisotto, diretora do Departamento.

Até a última terça-feira (12), 53,6% do público-alvo foram vacinados em Roraima. Para atender as 118 mil pessoas que devem ser vacinadas no Estado, 219,4 mil doses foram enviadas pelo MS (Ministério da Saúde). O público com menor cobertura vacinal até a data é o das gestantes, com 46,4%.

GRUPOS PRIORITÁRIOS – A campanha busca atingir crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, povos indígenas e indivíduos com 60 anos ou mais de idade.

Além desses, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, também tem prioridade na cobertura vacinal.

TRANSMISSÃO E SINTOMAS – A influenza é uma infecção respiratória aguda, causada pelos vírus A e B, sendo o primeiro tipo associado a epidemias e pandemias. O vírus tem comportamento sazonal e o número de casos aumenta em estações mais frias, com variação desse total perante cada ano. Normalmente, circula simultaneamente mais de um tipo de influenza por ano.

A gripe se manifesta inicialmente com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. Um dos sintomas mais importantes, a febre, pode chegar até cerca de três dias. Com a evolução da doença, os sintomas respiratórios, como a tosse, evidenciam-se e mantêm-se cerca de três a cinco dias após o fim da febre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *