Audiência vai discutir fluxo imigratório em Roraima

Atendendo ao pedido do Serviço Jesuíta de Imigrantes, direcionado ao deputado estadual Evangelista Siqueira (PT), nesta quarta-feira, dia 7, às 15h, a migração de venezuelanos para Roraima será tema de mais uma audiência pública. Os debates, da terceira audiência sobre o assunto, serão no Plenário Deputada Noêmia Bastos.

No ano passado, a sociedade se reuniu, discutiu e apresentou propostas em conjunto com o Poder Público durante a primeira audiência pública sobre o tema. Este ano, os debates terão a participação do deputado estadual Carlos Bezerra, de São Paulo.

“Essa é a terceira audiência pública sobre o assunto. Queremos discutir ideias no campo do acolhimento dos venezuelanos. O fluxo está aumentando diariamente e essas pessoas não podem viver sem dignidade humana”, disse Siqueira, ao defender a participação das esferas do Poder Público na buscada de solução e assumindo o papel na gestão da crise migratória.

Estima-se que mais de 40 mil venezuelanos estão vivendo em Boa Vista. Só a Polícia Federal recebeu mais de 22 mil pedidos de regularização documental de estrangeiros. Somente a partir dessa documentação que o venezuelano pode ingressar no mercado formal de trabalho.

Recentemente o Governo Federal sinalizou para o gerenciamento da crise e liberação de recursos para o Governo do Estado, para atender com alimentação, ações de saúde e sociais, e abrigo.

Em Roraima existem três abrigos mantidos pelo Governo do Estado, sendo dois em Boa Vista (Pintolândia, para indígenas e Tancredo Neves, para não indígenas) e um em Pacaraima. Outro abrigo está sendo organizado em Boa Vista para atender aos venezuelanos que vivem em situação de vulnerabilidade social, nas ruas e praças da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *